:: Reporter JCC

Pesquisa mostra como a Comunicação Interna contribui para a geração de valor nas grandes organizações

22/9/2015 14:15:00

A pesquisa inédita desenvolvida pela Cristina Panella Planejamento e Pesquisa, sob medida para o Seminário Mega Brasil de Comunicação Corporativa, e o estudo dos Conflitos de gerações dentro das organizações – Mitos – da IBM, apontam que as empresas devem aumentar o engajamento e a produtividades de seus colaboradores.

Nesta terça-feira (22/09), às 9h, aconteceu a abertura da 6ª. Edição do Seminário Mega Brasil de Comunicação Interna no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo, com a apresentação da pesquisa inédita A Comunicação Interna e sua Contribuição para a Geração de Valor nas Grandes Empresas, desenvolvida pela Cristina Panella Planejamento e Pesquisa. O total de entrevistas foram aproximadamente 52 participantes para o desenvolvimento desta pesquisa, tendo o perfil das empresas com 65% internacional e 35% nacional. A apresentação contou com um debate com Izolda Cremonine, professora da ESPM e Daniela Diniz, diretora da redação das revistas VocêRH e Você S/A.

“Hoje, em tempos de crise, as empresas de uma forma geral, redescobrem o poder e o valor dos colaboradores”, destaca Cristina Panella na introdução do estudo. A especialista ressaltou que os levantamentos indicaram que a visão dos executivos está mudando e começam a tratar a comunicação como estratégia e não como ferramenta. Tanto que 27% da área de Comunicação Interna estão atreladas ao negócio; 90% delas a presidência e diretoria consideram a área de grande importância e de importância.

“As empresas estão buscando maneiras eficazes de trabalhar e a comunicação interna tem outra visibilidade dentro da empresa”, comenta Panella.

Izolda Cremonine faz comparações dos anos 1980 com os dias atuais, que pode se confundir o que é comunicação interna: “estamos falando de comunicação, mas não fazemos comunicação. É essencial desenvolvermos um projeto que seja completo e traga definições, perspectivas e resultados almejados. O profissional de comunicação interna tem que ser protagonista das ações”.

Já Daniela Diniz, que participa de pesquisas das melhores empresas para se trabalhar, lembra que antigamente havia uma divisão de forças para saber quem seria o “pai da comunicação interna” nas empresas...  “A área de RH ou de Comunicação? Há uma evolução nos papéis das duas áreas. Elas atualmente têm participação estratégica dentro das organizações e trabalham em conjunto para a conquista de resultados”.         

Todas as debatedoras pontuaram que o momento para crescer é agora. As empresas que querem mudanças devem reposicionar frente aos funcionários, inovar e promover mudança na cultura, propiciando engajamento e compartilhamento das ações.

Pesquisa IBM

A pesquisa Conflitos  de Gerações dentro das Organizações - Mitos, exageros e verdades desconfortáveis, apresentada pela gerente de Comunicação Interna da IBM Brasil, mostra a verdadeira história por trás dos Millennils no mercado de trabalho e o impacto na Comunicação Interna.

O universo dos Milênios se enquadram na faixa etária de 21 a 34 anos; a Geração X está entre 35 e 49 anos; e os Baby Boomers vão de 50 a 60 anos. O estudo aponta que em 2020 o mercado de trabalho mundial será dominado por 50% dos Milênios e, em 2030, por 75% deles.

Umas das caraterísticas apontadas para essa geração é que são preguiçosos, egoístas e superficiais. Porém, possuem mente aberta com senso de comunidade e querem mudar o mundo.

Os Milênios são altamente conectados, inclusive no trabalho e na vida social. Sonham com um chefe ético e justo; transparente e que compartilhe informações; seguro e consistente; e que peça sua opinião. 

Pesquisas foram feitas e apontam as verdades, mitos e informam as recomendações diante dos meios de trabalhos informando como a comunicação interna pode ajudar.



Voltar



Siga Mega Brasil


Copyright Mega Brasil Comunicação - Todos os direitos reservados